terça-feira, 11 de agosto de 2009

Locomotivos pra não andar sobre - part II

Você viria à India? 
- Pô você falo do trem esses dias atrás... vai fala de novo?!

Kra o trem é o epicentro pra entender a Índia. Believe me. Ele tá presente em grande parte de todo o behavior indiano... Logo, pra entender todos os meandros da coisa é preciso de muiiiiito saco mesmo! Tanto que pra isso existe a YOGA! see...?!

Entendamos que a Índia funciona só por meio do trem. Então... que nem nóis com as estradas esburacadas... São eles aqui cus trem superlotados.


Oh baguio é sério... Por mais que exista passagem aérea e tudo mais... isso só vale pra quem tem muito dinheiro, ou seja.. 1%... De um bilhão e e cento e cacetada milhões.. o que ainda é bastante se compara com nóis... né?! mas ainda sim o volume é tão pífio que se tira ou por... num muda média.. moda... mediana...


Mas tratando dos outros um bilhão de gente restantes.. o meio usado é o trem mesmo e na classe baixa!

Pra se ter uma idéia a diferença de classe alta pra classe baixa é de aproximadamente 1000% (num digitei nenhum zero a mais, é isso mesmo q ocê tá vendo ai)... O povo praticamente viaja de graça... gastam sei lá... 10 reais pra viaja um dia inteiro... É muito barato... e muito foda de conseguir embarca...


- Tá e ai... trem lotado na india... é obviu!


Eu sei... mas num é só isso... Na verdade a coisa num começa nem por ai... A coisa começa quando você chega à estação...

No meu caso é por movimentos peristálticos... msm! Por que.. geralmente tô morrendo sono... Então minha cabeça ainda tá sonhando com a morte da bezerra!!!

Mas isso num dura mais que cinco minutos... Mal sento no banquinho pra esperar meu trem... e já me aparece outros que quando chegam na estação toca uma buzina do começo ao fim... O barulho é TÃO alto, mas TÃO alto.. que o sonho da bezerra vai pro brejo... Na verdade acaba virando a vaca... da mãe do maquinista que eu mando pra PUTA QUE PARIU, todo santo dia!! O barulho é tão alto que, mesmo com headphone daqueles que tem abafador, é impossível ouvir algo...


Pior que sempre olhos pras pessoas do meu lado... e nenhuma faz careta.. tipo.. que barulheira ou.. sei lá?!


As pessoas estão tão acostumadas com barulho... não sei como?!


Kra... eu perco todos os meus pensamentos.... Aliás só de avistar o trem.. eu já esqueço de tudo e começo a xinga de vaca mãe do engineer driver!


O problema é que a vaca aqui é quista! Quer dizer, o animal é sagrado e coisa e tal... E os indianos têm maior orgulho da vaquinha...

Eu já, particularmente, só as vejo com olhos pecaminosos... imagino sempre mal passadas... na brasa com bastante sal grosso.... eita sardade da minha terra!!!!


Enfim.. ao meu ver... se o indiano cometera um erro no passado fora de escolhera vaca como o animal sagrado! Sério mesmo... acho que eles... depois disso, começaram a sofrer influências em seu comportamento...

Quem já visitou fazenda sabe... que vaca é um bicho burro pra daná. Se você coloca elas no brete pra vacina (brete é uma passarela de madeira em formato de V que só tem espaço pra UMA VACA PÔR VEZ), sempre vai te algumas mais desesperadas querendo entra de 2... O que é impossível... então fica aquela esfregação... uma cheirando o rabo da outra... tentando se enfiar num espaço que não existe.


Pois bem no trem idem! Análogo ao rabo, no trem, é o sovaco... e no caso da cheiração... é a esfregação...


Por conseguinte... comecei assistir as consequências desse boiolistico behavior...


Primeiro que aki... homens andam de mão dada...

Ééééé..!! Doidera... Na verdade num é a mão toda... é só o mindinho... sabe?!

Andam ao chacoalhar dos braços, unidos pelos mindinhos, sempre mastigando, ou melhor, ruminando algo...

Esse ato muito apreciado aqui, só ocorre se ambos forem muito amigos. Essa é uma forma de demonstrar a amizade.. e não bixisse!

Se eles estiverem usando calças apertadas... camisetas babaylook.... é por que é style! Faz parte da moda... (dos anos 70 é claro, tempo das brilhantinas) ...mas isso não tem nada haver com bixisse!!!


Esses dias.. teve uma festa a fantasia... era despedida de uma oriental... chinesa.. japonesa.. sei lá!

Sei que o tema era anos 70...

Pra isso tinha duas opções... ou Hippie ou ala John Travolta no Brilhant Times... Actually is Summer Nights...

Pra me vestir de hippie, bastava abrir o guarda roupa e... VOALÁ... todos a vestimenta e ornamento necessárias...


mas.. poxa, queria usar uma fantasia msm!!! naun... roupa do dia-dia...


Então resolvi... me aventurar nos tempos de brilhantina... Juro que fora a coisa mais fácil que fiz aqui... Fui até um dos muitos Brás de Mumbai... e em menos de 5 minutos.. tava pronto o figurino!

Calça boca de sino a baixo... (tampando o tênis) e separa bagos a cima... (pra lá do umbigo), fechado com um cintão de fivela grossa! Bem baiano, mesmo! Camisa muito apertada... fechada só por 3 botões... deixando o peito cabelo em evidência... óculos de aviador... paliteiro no dente... (na farta do pito) e............

Pronto!!!! Tá ai... o típico indiano!!!


Achei hilário o a idéia da despedida.. pois.. era muito fácil de achar essas roupas...Mas o que fora hilário mesmo, fora a chegada á festa... só apareceu eu e meu comparsa de recipe vestidos indecentemente...! NINGUÊM mais tava de fantasia... Nether os anfitriões...

Resultado... VERGONHA... por se sentir como um idiota que acreditara no email do kra... por ser alvo de gozação... e PRINCIPALMENTE por ter de aparecer em todas as fotos.. que a galera tirava!!! Sério.. eu o lucas.. éramos requisitados todo segundo para um...

- Take a picture!!!

Todo mundo quis tirar fotos com os dois ets que tinham aparecido!

Realiza ai.. calça azul piscina... cinto prateado... camisa verde limão clara.. óculos de raul seixas e cabelo com topete...

Senti-me uma estrela de bollywood com tanta atenção e flashs... depois de et.. é claro!

Mas isso não me fez caminhar de mão dada... ou melhor, mindinho dado... muito menos ficar ruminando... Pois como disse a influência veio pela adoração à vaca. E não pela degustação da...

Essa parada de degustação é engraçada... a vaca ta sempre ruminando com aquele expressão de quem comeu e num gosto....!!! Mastigando... mastigando... mastigando... e a expressão de desgosto num muda.. Pode ta explodindo uma bomba do lado dela que a expressão é a mesma...

Well... por incrível que pareça... o indiano também só aparenta uma expressão... a mesma do ruminante... Você pode xinga.. grita... pode até bota uma ferrovia inteira buzinando... a expressão é a mesma!

Chega a ser engraçado... sabe?! Quando eles fazem algo errado... e você começa a briga... discutir... eles ficam paralisadas... com a cara de merda como comeu e num gosto... sem fala nada!

Já assisti várias situações entre eles... onde um lado ta putu da vida.. berrando... apontando o dedo... enquanto o outro fica lá... com aquela cara de cu... sem dizer nada... só com os olhões arregalados...

Ok, mas o lance é a analogia com o trem... (desculpa mas é que ta difícil não pensa na vaquinha... ultimamente... só de ouvir a palavra vaca.. minhas cabeças viram do avesso... hehe)

Tá... posso dizer que o trem mais parece um chiqueiro... quer dizer um curral... Não que tenha merda por todo lado... Mas ta sempre sujo... É que os kras são porcos... quer dizer vacas... pois... por onde passam... jogam as coisas no chão... que nem vaca... por onde passa deixa um rastro de merda!

Chega de vaca... Assim num me concentro!

A briga por espaço dentro de um trem é tão grande.. que ela se estende por todos lugares e tipos de pessoas...

Esses dias... tava indo pro curso de Web Something... e no caminho.. vi duas mininhas... muito novas.. andando na calçada... Pensei comigo " Que loucura, como seus pais pode deixa que essas duas.. andem no por uma das tantas movimentadas ruas do sul de Mumbai, sozinhas.... Quer dizer... o trânsito aqui é muito louco... mal tem calçada... as motos custarão pedestre... e elas são tão pequenas que mal batem na minha cintura..." (ISSO REALMENTE É PEQUENO!!!)

Pois que enquanto divagava sobre... fui alcançando-as. A ponto de ficar paralelo com a mais nova... que devia te o queixo na altura... do... do... enfim! Era pequena.. e ela precisava de dar mais passos pra acompanhar a maior.. que por sua vez num tava nem ai.. ia costurando quem tivesse pela frente...

Então quando eu cheguei bem perto da menor... ela me fechou... e apertou o passo pra alcançar a maior...

O que me deixara encafifado... Então comecei a tirar onda dessa situação...

Era só colar perto que a menina disparava em direção à outra... e SEMPRE... me fechando!

Foi ai que realizei.. caralho, essa mina num deve te 5 anos.. e ta mais amestrada que eu nessa cidade! Capaz dela me tira de letra na hora de pegar o trem na estação.

Fico só imaginando... como seria com ela... na hora que dá o estouro da manada... quer dizer na hora que o trem chega na estação...


Pô... ta foda.. hoje! Difícil não pensa na bendita (num posso dizer maldita... pois da margem pra má interpretação)

Há verdade é que apesar desse poste falar sobre trens... sinto uma falta de uma bem vaquinha... pra eu dar uma comidinha...! Até que tem, sabe...?! Mas é caro... e a procedência da sobre-a-coxa... nunca se sabe!



2 comentários:

  1. È marcelão... ta sentindo falta de uma carne neh malandro !! aqui tem, e muita, de kangoroo principalmente, mas o preço de dois steaks pequenos de picanha é por volta de 10 dólares... Sem chance !!

    Então, rapá... negócio é se virar com a sardinha enlatada heuahuau

    Grande abraço e tenho grande admiração por sua pessoa por estar sobrevivendo nessa selva aí! hauhauhuaa abrasssss

    ResponderExcluir
  2. cara.. vc eh sensacional, alguns especificos dias aqui me apertam uma puta saudade! e eu fico viajando nos teus textos aqui, consigo ver cada cena, juro! hahahaha e oh!.. assim que voltar, ta convidado pra um churras na minha casa hein!! só não sei se vai ter romã! hahahahaha

    ResponderExcluir

Anúncios

Not here, google! hahahaha
>